VENCEDORA DO PRÊMIO DE CULTURA AFRO FLUMINENSE 2015.

20160707_172022

A origem da boneca está nas esculturas da antiguidade, consideradas como substituto do corpo para a alma desabrigada em muitas civilizações. A escultura prestava-se também a servir tanto de corpo aos deuses, como de elo de comunicação entre eles e os homens a vontade de nunca morrer e nunca envelhecer. A convicção nesta crença era tão forte que muitas estátuas eram feitas com os olhos cerrados, para que não houvesse a possibilidade de criarem vida e caminharem.

As bonecas das tribos do Sul de Angola e que, serviam de presentes, para as brincadeiras e também para as festividades incluindo crença religiosa e as Abayomi que são bonecas brasileiras feitas de retalhos. Para alguns estudiosos a boneca Abayomi teve sua origem nos navios negreiros, as mães provavelmente rasgavam suas vestes e construíam pequenas bonecas somente com nós, elas lembravam o corpo humano. Mas a origem documentada começa com a artesã Lena Martins em 1988, que é militante da causa negra no Rio de Janeiro.Ela fundou uma cooperativa com mulheres, afim de dar ênfase ao resgate de identidade negra.Sua cooperativa tem reconhecimento do ministério da Cultura, a Fundação Palmares.

As bonecas negras, principalmente as de tecido ,longe estão da realidade de quem as possuem, vivem longe de representar a condição humana seja nos tempos passados, seja em nosso tempo. Apesar de hoje termos inúmeras representações delas no mercado, ela ainda é anônima, fadada a condição de objeto. A boneca negra tende a ser mais primitiva, por ser construída com qualquer material (BELL HOOKS, 1995).

No século XVIII elas são vistas como objeto de luxo para jovens senhoritas (bonecas de porcelana). Em nossa atual cultura ela se resume somente em um brinquedo ou artigo para colecionadores como no caso das Barbie, para algumas culturas representam até um perigo cultural (isso falando dos países do oriente médio). Existem alguns estudos que revelam que, em muitas culturas e até mesmo na Itália renascentista, uma boneca era freqüentemente listada como parte do dote da noiva.

Os significados da cultura africana foram modificadas seja pela igreja, seja por outras culturas para sobreviverem em outros locais. Como ritual de ancestralidade e valores, as bonecas produzidas tradicionalmente na África são utilizadas para representar pessoas falecidas e entes queridos. São também usadas para agradecer aos deuses pela boa saúde, riqueza, as boas colheitas e incentivar a fertilidade.

Então desde suas vestes até as cores trazem um significado muito forte para a pessoa que a possui, o que a torna diferente das bonecas que conhecemos nos dias de hoje. As bonecas sempre tiveram um papel muito importante em todas as sociedades seja ela para educar, ou seja, para preparar alguém para vida.

Nos cultos religiosos (rituais) elas sempre estiveram evocando deuses pela fé dos primeiros povos da humanidade, hoje essas bonecas são usadas para o mesmo fim na religião católica, representando santos e santas. As bonecas eram uma forma do ser humano se aproximar de Deus, de realmente se sentir sua imagem e semelhança.
Sem título